Pensamentos infantis

Image

 

 

No meio de toda a escuridão

Imensidão

Solidão

Em uma noite qualquer

No meio de uma conversa

Surgiu uma estrela 

No céu nublado

Acorrentado

Da cidade de São Paulo

Ela tem um brilho

Uma vivacidade

Que jamais vi

Me sinto uma criança

À procura

No céu

Por objetos nas nuvens 

Por cenas de batalhas 

Nas chuvas de relâmpagos

Pela entrada da Terra do Nunca

O caminho da infância eterna

Na estrela mais brilhante

Do céu restrito

Por telas de parapeito de uma janela

E então

As outras estrelas se moveram

Em um certo momento

Para traçar um ângulo perfeito

Com meus olhos sonhadores

Turvos pelas horas tardias de verão

De um lugar 

Uma cidade

Que se recusou 

Nos negligenciou

A nos acompanhar 

A sonhar

A pensar 

A concluir

Conclusões infantis

Sobre a infância

E a viver

Com as estrelas 

Nas noites de verão

Anúncios

Visões ao passado

Image

 

Sinto falta dos tempos

Em que o teto dos quartos

Eram cheios de estrelas fosforescentes

Em que nada era cinza

Ao se apagar a luz

Sinto falta dos tempos

Em que as noites eram tranquilas

Silenciosas

Noites de amarelo piscante

Lua brilhante

E céu negro limpo

Sinto falta dos tempos

Em que eu não sabia o que era madrugada

Em que eu apenas deitava

Em uma cama arrumada

E ansiava pelo dia seguinte

Noites sem pesadelos

Choros

Ou tempestades

Sinto falta dos tempos

Da ignorância

Em que todas as casas

(Inclusive a minha)

Eram felizes

Com missas aos domingos

E desenhos aos sábados

Sinto falta dos tempos

Em que o fim de ano era bom

Em que eu limpava todos os enfeites natalinos

Montava a magnífica árvore

Colocava as luzes brilhantes falhas

E o chão ficava cheio de presentes falsos

E realizações mal preenchidas

Sinto falta dos tempos

Em que a família estava completa

Dos tempos de Papai Noel

Polly e Barbie

Ceias de Natal cheias

Completas

E muitas histórias para contar

Manifesto à favor do sono

Image

Desliga esse rádio

Abaixa a sua voz

Caminhe como uma princesa

Silenciosamente

E com cuidado

E tenha um bom senso

Educação

De uma verdadeira rainha

Chega de todas essas obras

Arranjos

Reformas

Todo esse tec-tec-tec

E outras onomatopéias

Dê uma mísera folga aos pedreiros

Reformistas

Não dê partida nos ônibus

Deixe as sirenes desligadas

Não buzine para o farol vermelho

Pois hoje

Somente hoje

(Por favor!)

Eu quero dormir

Me aprofundar no subconsciente

Sentir como se fosse a Bela Adormecida

À espera do príncipe encantado

Com suas fadas madrinhas

Fazendo tudo parar

Cessar

Pausar

Se esverdear

Para o sono profundo

Da princesa

Que se recusa a acordar

 

Tomorrow is still a mistery

Image

Quando eu finalmente sair daqui

Poder finalmente esquecer

Ter a oportunidade de fazer

Tudo mudar

E essa vida se tornar

Apenas uma obra de arte estranha

Um passado remoto

Quando tudo isso acabar

E o início estiver a apenas um avião de distância

Sairei correndo

Pulando

Com a minha mala

A esperança recém acesa

A coragem

E a certeza de nunca mais voltar

Meu Deus!

Como eu vou ser feliz!

Realizada

Uma verdadeira criança

Em uma loja de brinquedos

Na fábrica do Willy Wonka

E pode apostar

Que quando esse dia

Finalmente chegar

Minhas malas já estarão preparadas

O sorriso já ensaiado

E gritarei o mais alto possível

Para todos ouvirem

Finalmente saberem

O real significado

De liberdade

 

Little Diary 32-Garoto da lapa

Image

Naqueles poucos minutos

Segundos

Em que você me fez sentir

Como se eu não fosse um patinho feio

Uma completa despercebida

Sem rosto

Sem corpo

Você me fez sentir

Aquele aperto no coração

Aquele aperto

Squeeze

Do que é se sentir especial

Não mais uma na multidão

De Barbies

E garotas americanizadas

Me fez esquecer

De quem eu tenho

Que nunca mais ver

Pensar

Você me fez sentir

Um tipo diferente de calor

Em uma tarde de 33 graus

Me fez esquecer de uma prova sem sentido

Que está por vir

E mais outras

Que a sucederão

Mas então

De repente

Você teve que ir embora

Levando a sua beleza

A sua altura emblemática

O seu mau gosto para futebol

E acabou levando junto com você

Uma parte minha também

Que eu estou sentindo falta agora

Levou aquela sensação contigo

Em um ônibus verde

Pros lados da lapa

 

Reabilitação antifuncional

Image

 

Eu penso que se saísse todos os dias, tudo isso seria eliminado, simplesmente esquecido: toda essa solidão, os pensamentos constantes sobre um garoto que eu nunca mais vou ver, outro que nunca mais merecia ser dito, a injustiça do último ano e dele não ser nada como eu planejava…

Sabe como é? Esquecer simplesmente TUDO.TUDO TUDINHO. Ter um surto mega forte de amnésia para nem lembrar a minha personalidade.

Então eu tive a ideia de que se eu saísse todos os dias, talvez, pelo menos, a solidão iria embora. Me distrairia com outras coisas, pensaria em outros alguéns, iria investir em novos planos (mesmo que não sejam as planejadas).

Mas onde eu arranjaria dinheiro para essa empreitada? E a criatividade? Posso morar em uma cidade enorme, mas todos os encontros, saídas etc se resumem a 3 lugares especificamente entre todos os moradores: bar, shopping ou parque.

Então o que raios eu posso fazer? Visitar isso mais todos os museus e quem sabe à noite alguns teatros ou casas de show de stand-up durante todas as minhas férias de verão?

Ainda sem levar em conta toda a violência presente em todos os bairros disponíveis e imagináveis daqui, o meio de transporte caótico e a minha PACIÊNCIA. Sim, muita pouca paciência.

Ah, e além do fato de que eu vou precisar de uma companhia! Palavra complicada para algo que possui uma função com o mesmo grau de complexidade, principalmente quando a companhia é destinada para uma pessoa como eu.

Então, conclusão: ninguém listado ou existente na vida real.

Ok, saídas canceladas. Muitas preocupações, muitas horas perdidas em trânsito, baldeações e, principalmente, muito tempo gasto com o cabelo. Muito de tudo para dar errado.

Próximo item da lista de ideias: terapia.

Eu deveria (finalmente) seguir o conselho da minha mãe e ir a uma psicóloga/terapeuta/doutora/seja-lá-mais-como-se-chama.

É claro! Solução perfeita para uma pessoa com problemas psicológicos, emocionais, astrológicos, amorosos etc etc etc como eu: uma mulher (talvez de meia idade ou próximo disso) com toda aquela falsa preocupação, com afirmações e questionamentos que eu mesma me faço nos meus momentos de lucidez pela bagatela de no mínimo uns 4 livros de 50 reais. Vou repetir: 50 reais! Tudo isso por apenas uma hora de consulta em 1 mísero dia da semana!

Aí eu fico imaginando quanto em média irei gastar para me ocupar a semana toda!

Para também, ao chegar ao final das minhas férias ou de todo esse “período”, ela ainda chegar e me falar que “ainda não estou curada”.

Próxima sugestão!

Ó sim! Como não pensei em sugerir isso? O belo e fútil consumismo seguido ou acrescentado sincronizadamente com belas e pesadas doses de comida, mas não qualquer comida, apenas aquelas que irão lhe dar prazer e um instantâneo momento de esquecimento, todo aquele orgasmo culinário.

Esse sim eu posso dizer que tentei, me inspirando nos milhares de filmes hollywoodianos e britânicos e, infelizmente, ainda estou experimentando. É um ciclo vicioso: 28 filmes, 14 livros, 2 CDS e mais de 1000 reais gastos em 2 domingos. (Isso porque eu meio que me controlei- sem mentiras).

É uma terapia antifuncional bem simples: você simplesmente para em uma livraria e compra todos os filmes românticos disponíveis, com algumas doses de ação, para depois ir para a sessão de infantojuvenil e comprar todos os futuros best-sellers de romance e ficção disponíveis. Sem falar das idas constantes ao mercado com seu carrinho cheio de chocolate, sorvete e diversas coberturas nunca usadas.

E sabe qual foi o resultado de tudo isso? (É claro, além de uma diminuição do saldo da conta do meu pai…)

NADA. UM ABSOLUTO E COMPLETO VAZIO. Igual ou até pior ao sentido no começo do texto.

Mais outra escolha sendo rejeitada (aos poucos).

E ainda na espera das outras que ainda virão….

-R

 

 

Little Diary 31- Unchained melody/ Ghost

Image

Eu sei que o tempo só está passando

Correndo contra mim

A mil kilômetros por hora

Minha pele

Minha vida,

Esta amargura,

Que só está encolhendo

Se escondendo de medo

Pelo que não tarda por vir

E sei que o que me restará

Será somente a velhice

E memórias encaixotadas

Fotografadas

Mas, por ora,

Só tenho um desejo

Um único suspiro

Só peço que me espere

Espere por mim

Tenho fome

Sede

Todas as necessidades humanamente disponíveis

Imagináveis

Inconsoláveis

Em relação a você

Eu preciso do seu amor

Precisaria essencialmente só dele

Mas a verdade,

É que eu preciso de você também

Com todos os seus defeitos

Colapsos

E infinitos complexos

Para mim

Somente a mim

Então, me espere

Meu querido

Eu desejo seu toque

Sonho com suas palavras

Sonho com suas palavras

Sinto os seus beijos

À milhares de milhas de distância

Sonho com suas palavras

Imagino você ao meu lado

Bem aqui

Nas situações mais hilárias

Trágicas

Mais de casal

Possíveis

Possivelmente

Até então criadas

O tempo irá se reverter

Trabalhará para ir devagar

O mais vagarosamente possível

E me consertará

Melhorará

Tudo ao redor

Para os braços

Para o coração

Do nosso amor

Da nossa paixão

Eu irei até aí

Então

Somente faça isso por mim

Me espere