Olhos de animal

Image

 

E então,

No meio de tudo

Esse conjunto de dias

Sentimentos

E lágrimas aprisionadas,

Ela me olhou

Quando ninguém mais quis

E penetrou fundo

Na minha alma

Viu minha angústia

Minha depressão

Disfarçada pela raiva

Viu como me sinto

Por não ter ninguém

Para conversar

Para contar

Viu como eu sofro

Por causa do passado

Por causa de certas pessoas

Ela viu as minhas causas

E futuras consequências

Ela viu minha incapacidade

Todos os meus defeitos

E nenhuma solução

Ela viu o que todos 

Fizeram comigo 

Ela não me ignorou

E mesmo não podendo falar

Ela transmitiu

E compreendeu

Ficando perto de mim

Mesmo de longe

E me olhando

Com aqueles olhos tristes

E sem fé 

Que me refletiram

Em uma noite qualquer

A arte de sonhar..

Image

 

Eu queria dormir

E acordar só daqui

A mil anos

Em um planeta diferente

Já que a Terra vai estar acabada

Infestada pelo terror

Pelo cinza carente 

Sofredor 

Eu queria dormir

E acordar daqui a mil anos

Em um planeta diferente

Onde todas as pessoas que conheço

Jamais existiram

Jamais existirão

Eu queria dormir

E acordar daqui a mil anos

Em um planeta diferente

Onde eu não tivesse de traçar

Planejar 

Um futuro

Para ser feliz

Para depois

No final

Ser jogado 

No lixo da sociedade

Se tornar apenas palavras

Jogadas na mente

Dissolvida nesse mundo

Eu queria dormir

E acordar daqui a mil anos

Em um planeta diferente

Comigo

Com as circunstâncias

Com a vida

Tudo 

Simplesmente

Completamente 

Perfeitamente 

Diferente

 

Little Diary 29- Hurricane

Image

 

Preferiria estar 

No olho de um furacão

Em um lugar qualquer

Do superestimado

Estados Unidos

Do que estar aqui

Com toda essa segurança exagerada

Com toda essa monoteinidade

Que sufoca

E mata aos poucos

Preferiria estar preenchida

Lotada 

Abarrotada

De opções

Escolhas

Do que estar nessa jaula

Com o caminho traçado

Que outra pessoa 

Deveria percorrer

Caminhas 

Essa gaiola 

Que é desesperadora

Mas meio que necessária

Para sobreviver

Ser aceita

Por quem já está predestinado

A me aceitar

Mas que 

Infelizmente

Não o faz

Cadê o sentido?

Image

 

Tudo perdeu o sentido agora

O que raios eu estou fazendo?

O que raios vou fazer

Com essa minha vida

Com esse meu amor que nunca chega

Com essa minha insegurança

Se um dia ele finalmente chegar

Com esse vazio que nunca sai

Com essa sensação

De solidão

Perdição 

Que nunca se esvai

Com todos esses meus sonhos

E desejos 

Que terão de ser aprisionados

Eternamente trancafiados

Em uma caixa

Em um corpo

Que não tem solução

Um lugar bem no fundo do coração

Que ainda quer bater

[Viver]

Little Diary 28- Aula de literatura

Image

 

Queria criar um cálice

Que jamais 

Se esvaziasse

Jamais queimasse

Oxidasse

Cuja chama 

Pudesse ser mantida

Eternamente 

Milagrosamente

Por uma única pessoa

Sem cortes

Hematomas 

Feridas no coração

Uma pessoa 

Que nunca

Jamais precisasse

Ou fosse 

Atrapalhada

Pelo mundo 

Pelas pessoas

Pelos pensamentos

E suspiros

De si própria

Uma pessoa que vivesse somente 

Para criar

E servir

Ao cálice

Do amor

Poeta

ImagePoeta

Função poetagem

Poeticagem

Uma verdadeira malandragem

Com as palavras 

Com os sentimentos

Um Papai Noel

De pensamentos

Cria rimas para fluir

Dar musicalidade

Mas o que quer mesmo

É fazer você sentir

Transforma letras

Em palavras

Versos

Estrofes

Refrões

Sensações

É isso o que ele

E muito mais

O que ele 

Ela 

Eu

O poeta

Quer fazer

[Ou simplesmente tentar]

Erronhos sussurros

Image

 

Me parte o coração

Quando as pessoas

Falam de mim

Sobre mim

Na minha frente

Nas minhas costas

Ao meu redor

Me parte o coração

Quando as pessoas

Perguntam o que raios vou fazer

Do meu futuro

Da minha vida

O que quero

E vou 

Ser

Simplesmente 

Quero gritar

Para Deus

E meio mundo ouvir

Mas a vergonha 

E o medo

Falam sempre mais alto

Eu não quero ser advogada

Não vou fazer direito

Isso é uma parte de um sonho 

Já completamente extraída

Distante

De uma infância quebrada

Completamente reformulada

Eu nunca serei oncologista

Oftalmo

Neurologista

Não vou nunca 

Estudar medicina

Isso é fruto

De uma adolescência 

Mal aproveitada

Nunca absorvida

De uma garota 

Que queria fugir

E calar 

A boca de todos

Que a querem contrariar

O que eu tenho

E quero 

Para sempre possuir

É uma caneta

E papel na mão

O mundo

E a vida

Na minha frente

Para serem analisados

Absorvidos

Fluidos

Para serem eternamente 

ESCRITOS