Que confusão

tumblr_ldj0s9EIeW1qbxpl6o1_500_large

Eu devo ter algum tipo de bloqueio..
Nem sei se é criativo ou não, ou se mesmo pode-se considerar tudo isso pelo que eu estou passando (principalmente nos meus textos) um bloqueio ou pura falta de vontade, de motivação, criatividade ou sei lá mais o que…
Isso me frusta às vezes porque eu começo com uma ideia tão boa na minha cabeça, com textos com um “significado tão abrangente” e significante para mim mas quanto tento passar para o papel… NADA.
Eu me perco no tema, esqueço as coisas importantes a serem mencionadas e tudo vira um eterna confusão igualzinho a esse texto.
Só espero um dia poder me curar de tal malefício que fica presente nos meus textos e também na minha vida..
Meio amargurada(?), cansada e ordinária

-R

Anúncios

Little Diary- prólogo

tumblr_lg5e9admDs1qag73jo1_500_large

Querido diário,

Pra começar, acho que a expressão “querido diário” é algo que me lembra tanto da infância e da infinidade de diários que eu não consegui nem chegar na metade: alguns apenas falando mal das pessoas da escola (pra variar) e de como eles me maltratavam além de outros com pensamentos inacabados devido a dor que eu sentia não mão de tanto escrever, mas acho que por ser, agora, um diário virtual eu não tenha tal problema e consiga, finalmente, terminar alguma coisa…
Mas enfim né?! Como eu acho que esse termo “querido diário” é muito nostálgico e um pouco sem graça além do fato de que, ultimamente, eu não tenha conseguido escrever a não ser que seja para um destinatário, eu irei lhe chamar de… Usui. Hehehe
É isso que dá ler tantos mangás!
Te vejo em breve

Kisses
-R

Para você 2

Querida pessoa,

Talvez seja pelo fato da mudança repentina de lugares, as nossas memórias sendo deixadas para trás, os lugares que passamos juntos, as risadas, os bilhetes…
Talvez seja pelo fato de você tentar me testar o tempo todo e conseguir um sucesso absoluto com isso.
Talvez seja pelo fato de que vejo que cada vez mais você tem se afastado de mim, seus sentimentos estão mais e mais distantes do que você mesmo chamava de amor…
Ou senão simplesmente talvez seja pelo fato de eu estar hiper sensível desde o começo desse ano cheio de tristezas, decepções, afastamentos, perda de memória,ou seja, tudo!

E agora se esvairou completamente a minha vontade de escrever sobre amor, entende? Sobre sentimentos e toda essa baboseira da qual eu não entendendo completamente NADA… Mas sei lá, às vezes vem aquela inspiração, aquela angústia que eu tanto fujo, de escrever novamente! São realmente vai e volta de paixão pela escrita, pela música e até mesmo por você. Na verdade por você, principalmente. E isso acontece quando será?
Praticamente o tempo todo!
Por isso que eu odeio ficar perto de você, com todo aquele seu charme, sua altura, sua voz grossa mas tão acolhedora e esse seu hábito e capacidade incríveis de saber exatamente o meu ponto fraco e usá-lo de modo cruel contra mim! É isso o que me deixa mais louca por você e ao mesmo tempo com uma “naúsea”, uma nostalgia impressionantes!
Por que será que teve que mudar a sua personalidade? Deixar de ser aquele cara que eu me apaixonei, todo quieto, misterioso (e é isso que é o seu charme), meio que frio, jeito meio que mauricinho e “não to de nem aí” de se vestir, um jeito tão apaixonante! Tanto que veja por si mesmo quantas garotas estão babando por você nesse momento!
E pode apostar que eu não quero nem um pouco ser uma delas novamente!!
Mas ao mesmo tempo eu não quero que você caia nas “garras” das tais!
Isso sim que é confusão!
E só de ler isso lá vem aquela náusea novamente…
Agora entende o que eu sinto? É exatamente assim que você me faz ser e é exatamente por isso que eu e você sofremos tanto.
Então faça-me um favor e desapareça de perto de mim pra eu me curar dessa doença o mais rápido possível. Dessa doença infelizmente chamada de paixão. Ou será que é mais apropriado chamar de paixão de adolescente idiota?

Angustiada e não sei de quem sou no momento,
-R

Pra você

Querida pessoa,

Eu havia prometido a mim mesma que eu jamais escreveria cartas novamente (tanto na vida real quanto na digital), mas eu simplesmente não consigo mais me conter… Eu tenho que escrever senão todo esse sentimento e incerteza vai se apoderar dentro de mim drasticamente até o ponto de eu enlouquecer! (se é que eu já não estou louca).

As últimas cartas que eu escrevi não foram para você, foram escritas para um outro caso mal resolvido que continua até hoje desse mesmo jeito…

Parece que eu tenho meio que um “dom” para me colocar em confusão, principalmente em relação a pessoas.. É sempre assim! E essas implicações sempre terminam com eu despedaçando em um milhão de partes o coração de outro alguém, com aquele meu jeito bem delicado de se falar e agir e, consequentemente nunca mais podendo falar com ela e tentar explicar…

Mas eu realmente acho que por meio dessas cartas eu consiga fazer você entender e tentar tirar de dentro de mim todo esse fardo que estou sentindo por não poder compartilhar com você o que eu realmente sinto, o que estou pensando, o que aconteceu, do meu ponto de vista..

E eu espero que pelo menos dessa forma, as pessoas e você me deem a chance de explicar, de pelo menos tentar ouvir o que tenho a dizer. Pelo menos é o que eu espero…

 

Até o momento sua

-R